Desarrume tudo, saia da rotina, viva!

Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que
cresceu?
Chico Buarque. (via o-teimoso)
O ar não é silencioso? O vento não faz barulho? E que é o vento senão ar? A música é o silêncio em movimento.
Fernando Sabino (via quoteiros)
A gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos.
Érico Veríssimo (via quoteiros)
Como o tempo custa a passar quando a gente espera. Principalmente quando venta. Parece que o vento maneia o tempo.
Érico Veríssimo  (via quoteiros)
Sou um animal sentimental, me apego facilmente.
Renato Russo.   (via romanteios)

(by collinmcadoo)
Falam que o tempo apaga tudo. Tempo não apaga, tempo adormece.
Rachel de Queiroz. (via quoteiros)
Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra.
De árvores alheias.
Fernando Pessoa (via quoteiros)
Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa) da vida,
Mas a poesia (inexplicável) da vida.
Carlos Drummond de Andrade  (via arteemportugues)
Não cantarei amores que não tenho,
e, quando tive, nunca celebrei.
Não cantarei o riso que não rira
e que, se risse, ofertaria a pobres.
Minha matéria é o nada.
Jamais ousei cantar algo de vida:
se o canto sai da boca ensimesmada,
é porque a brisa o trouxe, e o leva a brisa,
nem sabe a planta o vento que a visita.
Nudez, Carlos Drummond de Andrade (via arteemportugues)
Está morto: podemos elogiá-lo à vontade.
Machado de Assis  (via arteemportugues)

momentos-so-meus:

Salmos: 3. 8. A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção.

Que procuras? – Tudo.
Que desejas? – Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.
Cecília Meireles. (via momentos-so-meus)
Não deixe portas entreabertas. Escancare-as ou bata-as de vez. Pelos vãos, brechas e fendas passam apenas semiventos, meias verdades e muita insensatez.
Cecília Meireles (via silenciar)
© theme